Franquia, investimento mais seguro

De acordo com dados do Sebrae, 80% dos negócios no país fecham em um período de cinco anos. Em outras palavras, oito em dez empresas não ficam em atividade por um tempo maior que este.

Esta preocupação não é compartilhada entre as franquias, o motivo é um só, no caso das franquias a taxa cai significativamente para 15%, levando em consideração a vantagem deste tipo de negócio, que já conta com uma certa consolidação no mercado.

Mas não é porque um empresário investiu seu dinheiro em algo considerado mais seguro (e realmente é!), que deve exagerar na dose de despreocupação. Conforme lembra o consultor do Sebrae em Goiás, Paulo Soares, “uma franquia é um negócio como outro qualquer, que exige dedicação e perspicácia”.

Além de vantagens como o acesso facilitado ao mercado, já que a franquia conta com uma marca conhecida, e menor gasto com marketing, devido ao menor trabalho de divulgação, a relacao harmoniosa entre franqueador e franqueado é de extrema importância para o sucesso do negócio.

“Os dois devem trabalhar em harmonia. A administração da empresa exige, além de um rigoroso controle financeiro diário do franqueado, muita atenção com prazos, satisfação dos clientes, motivação da equipe, imagem da empresa e da marca, e demais procedimentos específicos de cada segmento de negócio. Não existe nenhuma fórmula mágica para o sucesso de uma franquia, e isso exige comportamento, atitude, desenvolvimento de habilidade e uso correto dos sistemas, especialmente planilhas financeiras, um importante ferramenta de trabalho”, explica.

Matéria completa: Infomoney
Leia também: Mercado exige mais capacitação de empresários